Uma Bela Trilha Para Um Domingo Bucólico

kings452

Depois de dois belos discos Quiet is the new loud de 2001 e Riot on na empty street de 2004 , somos brindados com um novo disco deste dueto que, transita muito bem entre suas influências pop com uma roupagem bossanovística, trazendo uma áura e estética bucólica em suas canções, pelas temáticas envolvendo amizade, encontros e companheirismo. Tudo bem, até parecem piegas estes temas e tudo mais, mas o belo trabalho de suas melodias e arranjos vocais constróem todo este quadro simpático e cativante de suas músicas.

Durante este hiato de 5 anos, Erlend øye se aventurou em outros projetos, como  The whitest boy alive. Já Eirik Glambek Bøe se engajou em seu outro projeto Kommode. Este afastamento durou até o encontro dos dois no México, em 2007, na mesma praia que aparece na capa do disco.Duas semanas depois eles voltaram a tocar juntos para uma apresentação no México. Segundo øye, foi um reencontro que trouxe novo frescor àquela amizade, sendo condensada em algumas canções, que acabaram dando neste novo trabalho. São duas pessoas que precisam uma da outra para libertar suas verves criativas, diz øye.

Nesse novo disco, somos brindados com várias texturas que nos transportam para um lugar paradisíaco, dando aquela sensação de frescor em nossa memória, resgatando nossa nostalgia das férias infantis. A primeira faixa, 24-25 começa nos mostrando que o Kings continuam com o mesmo tom, assim como nos outros discos. Mas com uma certa diferença, temos a impressão de voltar àquele primeiro disco, um tanto quanto mais enxuto relativa à sonoridade e os instrumentos.  Em Riot on a empty street havia muitas cordas, piano e até bateria, no hit I’d ratter dance with you. Em  Declaration Of Dependence temos novamente estes instrumentos, mas a batida no violão e o cello são as figuras que nos conduzem nessa viagem.

Em Mrs Cold ,Rule My World temos uma nova levada, trazendo novas cores ao disco. Enfim uma viagem que pra quem curte os primeiros discos do Belle And Sebastian, M. Ward, Feist, Badly Drawn Boy dentre outros, irá gostar deste novo trabalho. Pode não ser uma grande inovação dos outros dois, mas, enfim o que basta é que continuam na boa forma e  aguardar a promessa do retorno do duo ao Brasil nesta nova turne. Eles já passaram por aqui no TIM festival de 2005, e Erlend também veio na Invasão Sueca, no Rio de Janeiro em 2007. Espero que desta vez, Erlend seja um pouco mais tolerante com os ruídos da platéia. Algo que incomodou-os durante suas apresentações por aqui. Tá certo que Erlend tem um ar um tanto quanto pedante e sarcástico, mas o que interessa aqui é a sua música.

O disco saiu nos Estados Unidos em 20 de outubro deste ano, e alguns vídeos e singles já podem ser encontrados pela internet, assim como o disco, vá a busca!

[Paulo Cruz]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s