Los Hermanos no SWU

Pra quem assim como eu perdeu esse show do Los Hermanos que estavam sem tocar a quase dois anos, ai vai o video de consolo.

01 – Alem Do Que Se Vê
02 – Todo Carnaval Tem Seu Fim
03 – Retrato Pra Iaiá
04 – Morena
05 – O Vencedor
06 – Último Romance
07 – Cara Estranho
08 – Condicional
09 – De Onde Vem A Calma
10 – Um Par
11 – O Vento
12 – A Outra
13 – Deixe o Verão
14 – Do Sétimo Andar
15 – Sentimental
16 – A Flor

Server 1: 1-Part| 2-Part| 3-Part
Server 2: 1-Part| 2-Part| 3-Part

Vestimos essa camisa!

Para inicio de conversa vamos deixar que eles mesmos se apresentem.

Rock SC é uma iniciativa do jornalista e blogueiro Alexandre Gonçalves, do Coluna Extra, com o objetivo de reunir em um único endereço os vídeos das bandas de rock de Santa Catarina. Aqui você vai encontrar clipes oficiais, gravações ao vivo, vídeo de fãs e muito mais. Fique sintonizado!

Então ta falado, da uma passada por lá e confira o maior acervo de bandas do estado.

http://www.rocksc.com.br

Blur, depois de sete anos

O Blur lançou neste sábado (17/4) passado, “Fool’s Day”, sua primeira música em sete anos, “Fool’s Day”, single comemorativo ao Record Store Day. A faixa foi lançada em edição limitada de mil cópias e somente em compacto de vinil de sete polegadas e só foi distribuído em lojas independentes de música no Reino Unido. Depois que a edição limitada foi totalmente esgotada no próprio sábado, a banda disponibilizou a faixa gratuitamente em seu site oficial.

Blur – “Fool’s Day”

Site: www.blur.co.uk

créditos: música social

Mombojó, Amigo do Tempo

BELEZA DA DESILUSÃO
Em fase mais madura, novo disco do Mombojó é trilha sonora melancólica dos percalços que a banda passou

Por Paulo Floro
Editor da Revista O Grito!, em Recife

Quatro anos sem lançar um disco e o Mombojó volta a figurar com um dos nomes promissores da cena musical. A diferença, agora, é que o grupo abandona relações com o universo independente e mesmo com o rock, para se tornar um dos melhores grupos de música popular brasileira. Agora como um quinteto depois da morte de um dos seus integrantes – o flautista Rafael Torres – e da saída do violonista Marcelo Campello. Amigo do Tempo é um dos melhores trabalhos da banda e sem dúvida o mais maduro.

Esta nova fase atenua as pesquisas sonoras do grupo, e isso vem numa boa hora. Todas as canções do disco mostram um interesse em serem boas por si mesmas, com letras descomplicadas, que remetem a momentos do cotidiano, estados de espírito fáceis de se identificar. Para fãs conterrâneos, a experiência é mais rica. “Casa Caiada”, remonta tardes nesse bairro olindense, de muitas ruas sem asfalto. “O barro da rua / A lama do bairro / sento na calçada e vejo o tempo passar”, lembra os meninos, que agora, “sinto perigo em todo lugar”.

A história da banda, que muitos pensavam ter terminado fica explícito nas letras. Soa como um disco de conciliação e aponta um novo caminho, um pouco distante das experimentações do passado. O que restou foi o namoro ainda maior com a música eletrônica, o que reforça as comparações da banda com o grupo norte-americano Stereolab, de quem a banda é fã. Amigo do Tempo tem muita da inspiração do Stereolab.

As mombojetes, fãs que dão ao grupo uma conotação que se aproxima do fervor que tem o Los Hermanos, podem ficar tranquilas, o vocal com sotaque nordestino e voz púbere de Felipe S. continua, em músicas melancólicas para anotar no caderno, como “Praia da Solidão” e “Triste Demais”.

Mas a banda constroi sua trajetória, desviando dos obstáculos, à revelia de pressões de admiradores e gravadoras. Totalmente independentes, saíram da Trama, de onde lançaram Homem-Espuma quatro anos atrás, e captaram sozinhos dinheiro para fazer este disco. O grupo chegou a se escrever em diversos editais para gravação e perdeu todos. Foi Roberto Carlos quem deu dinheiro ao grupo.

É que o projeto paralelo do grupo, o Del Rey, que faz versões do Rei, que paga as contas do grupo, as despesas de viver em São Paulo e agora, bancou o álbum novo. Amigo do Tempo foi então pré-produzido em Aldeia, bairro na Região Metropolitana do Recife e foi coproduzido por Pupillo, da Nação Zumbi, que conseguiu lapidar as mudanças que o grupo quis mostrar.

Supergrass anuncia separação

https://i2.wp.com/www.festivais.org/wp-content/uploads/2009/03/supergrass.jpg

Em uma nota divulgada à imprensa britânica anunciando o fim do grupo, os membros do Supergrass agradecem “a todos que nos apoiaram ao longo dos anos. Nós ainda nos amamos mas, sem clichês, nossas diferenças musicais nos levaram a seguir adiante e, é claro, desejamos o melhor um para o outro no futuro”.

Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland) Download

Direção: Tim Burton

Elenco: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Anne Hathaway, Helena Bonham Carter, Crispin Glover, Michael Sheen, Stephen Fry

Nota no IMDB: 6.9

Categoria: Aventura, Fantasia

Sinopse: O filme é uma espécie de continuação da história original. Alice, agora com 19 anos, está em uma festa da nobreza em Oxford, onde vive, até que descobre que está prestes a ser pedida em casamento. Desesperada, ela foge seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que visitou há treze anos mas não se lembrava mais. O buraco transporta-a para uma pequena sala com muitas portas em um mundo chamado Underland. Ao conseguir sair, ela é saudada por Nivens McTwisp (o Coelho Branco ), Mallymkun (o Ratão ), Uilleam (o Dodô ), Tweedledee e Tweedledum , que questionam sua identidade como “a Alice certa”.

Comentários: Qualidade bem decente para um Telesync. Ideal para aqueles que estão morrendo de curiosidade pela nova empreitada do Burton.

Torrent (Tamanho: 1.43 GB, qualidade: Telesync) – Legendas

e viva a pirataria